Arrasta

Arrasta o peso da mochila sob o sol enquanto sobre a rua. Arrasta as palavras e preenche o vácuo entre elas. Arrasta e observa o rastro de água que o bloco de gelo entre duas pessoas deixa. Arrasta e empurra os sentimentos de qualquer jeito, sem arrumá-los de verdade. Arrasta os sonhos até o grito; do grito para o silêncio; do silêncio para a escuridão; arrasta até que os sonhos cheguem a nada. Arrasta o meu ícone até a borda da lixeira e aguarda que o vírus ou o vento faça o resto. Arrasta a mala para fora e diz tchau.

Anúncios